quinta-feira, 18 de novembro de 2010

18 de Novembro!!!



Há exatamente um ano atrás deixava minha vida calma, tranquila, sem muitas emoções, para entrar com os pés e mergulhar de cabeça em uma tempestade cheia de adrenalina, com fortes emoções, que com o tempo veio a se transformar em um furacão devastador, daqueles que não deixam sequer uma árvore em pé depois que vai embora.
Devastação total.
Comparo minha vida à um furacão devido este, ao passar, destrói tudo o que vê pela frente não se importando com as consequencias do depois. E infelizmente deixa para trás cicatrizes que não se fecham e nunca se apagam da memória daquele que sobreviveu.
Como pode em apenas 365 dias tanta coisa mudar???
O que era amor, paixão, desejo, carinho, hoje não passa de uma singela e balançada amizade.
Antes isso do que nada vai.
Claro, antes isso do que nada, mas como fazer para esquecer os estragos que esse furacão que chamo de "G" causou e que ainda teimam em não cicatrizar e sempre que podem reaparecem em minha memória, trazendo consigo a mesma dor, com intensidade igual de quando tudo aconteceu???
Será que nesse mundo existe alguma mágica, feitiço, ritual que consiga mandar essas lembranças embora e me fazer voltar a sorrir novamente, de verdade, com sinceridade??
Em certos momentos penso que nem isso é capaz de me ajudar. 
Na verdade talvez eu seja a unica a poder ajudar à mim mesma, mas já estou fraca, desgastada, não possuo forças e nem vontade de abrir o coração novamente.
Até tenho tentando e amigos próximos tem visto meu esforço. Mas, quando chega a hora de tentar, fujo, me fecho, bloqueio a passagem até o coração.
Medo?
Pode ser que sim.
Insegurança?
Outro fato que não deve ser descartado.
Na verdade me pergunto sempre: "O que ele tem de tão diferente dos outros que me deixou tão abobada, de tal maneira a não permitir que outro conquiste esse pobre coração??
A frase que mais tenho ouvido ultimamente e não tenho suportado é: "Todos tem sua tampa da panela, se acalme, um dia ela aparecerá quando menos esperar." ¬¬
Eu sou uma cumbuca, já falei à todos, não possuo tampa que encaixe!
O "príncipe" ou o "anti herói" que seja, virou sapo. Tirou a máscara de cavalheiro e revelou-se como realmente és.
Tudo que foi dito, sentido (se é que realmente sentiu algo como disse ter sentido), o tempo, o vento, a brisa levaram embora, deixando apenas a amizade entre nós. Quer dizer nele....
Sim, porque em mim, essa brisa, vento, maldito tempo esqueceu de voltar e levar os meus sentimentos também. Largaram-os aqui e quem disse que alguém consegue apagar, arrancar?? Nessa história toda quem tem sofrido, claro, sou eu!
Gostaria muito de acreditar que tudo que se iniciou há um ano atrás tivesse um pouco de verdade. Pode ser que até tenha, mas tantas coisas rolaram, ficando difícil acreditar que realmente ele gostou de mim da maneira como dizia. E a sensação de que mais uma vez você bancou a trouxa , a idiota da história toda, persiste em perseguir meus pensamentos.
Será que fui??
Enfim apenas queria esquecer que a data de hoje nunca existiu, que não teve significância alguma, que é apenas uma data como qualquer outra. Mas como não é possível nem ao menos entrar em um coma induzido, o jeito é encarar de frente, chorar quando der vontade, xingar, sentir raiva, depois chorar novamente se for preciso até o novo ano chegar e junto dele novos sentimentos.
Eu e minha mania de aventuras, adrenalinas, loucuras. Um dia não acabaria bem, um dia iria me machucar feio. Às vezes penso: "Porque não fiquei quieta? Porque não controlei os malditos dedinhos que insistiram tanto em clicar naquele bendito perfil? Porque deixei meus olhos e meu coração se encantar tanto por alguém que estava tão longe, tão inacessível,  mas em questão de poucos dias passou a estar tão perto e tão presente em minha vida?!?!
Nessas horas que vejo...
Eu era bem mais feliz antes e não sabia!!

=(

18/11/2009 *
18/11/2010 +

sábado, 6 de novembro de 2010

Nossa história!


Abri a porta para você entrar
Troquei sorrisos com o seu olhar
Que olhava o meu
Querendo o seu mais perto.
Me perco ao chão
Nas promessas loucas vão
Que por amor
Um dia eu fiz por você
E agora o que fazer
Se o sonho de amar você se foi
E agora o que dizer
Se os versos já não rimam mais.....
NOSSA HISTÓRIA!!!

sexta-feira, 5 de novembro de 2010


Quinze meros dias
Dias que se aproximam rapidamente fazendo meu coração se perder, acelerar, doer e continuar a amar.
Um ano de um amor que fez tudo se transformar 
Vida, rumo, destino, casa, amigos, família...
Chegou meio de mansinho, quase arrebatador e fez a senhora reviravolta.
Amor que nunca vi igual e que jamais verei ou sentirei novamente com a mesma intensidade por alguém do passado ou do futuro.
Mas de onde ele vem?
Para onde vai?
Amor que me colocou em um avião
Amor que me fez tremer quando as suas escadas desci
Amor que me tirou o fôlego no primeiro beijo
Amor que fez-me sentir mulher na 1ª, 2ª, 3ª e nas infinitas transas que houveram.
Amor que machucou
Amor que quase curou
Amor que continua amando, mesmo sem a pessoa ao lado
Amor que não mais é correspondido com a mesma intensidade.
Amor que perdoou
Amor que ajudou
Amor que me lascou
Amor que só quer o amado bem e feliz.
Amor?? 
Que tipo de amor maluco é esse?? 
O tal amor verdadeiro?
Tentei de todas as maneiras entender mas não deu.
Será que nessa vida mais alguém passou por esse tipo de amor
Ou foi somente á mim que ele se apossou??

sábado, 23 de outubro de 2010

Perder...




Hoje meu mundo desabou....
É, o que mais temia aconteceu...
Perdi meu grande amor..
Ou será que já estava perdido...
E só agora me dei por convencida?


Pela razão do sim ou do não, estou com essa sensação...
De fracasso, de ter lutado e não ter vencido...
Um sentimento que não se explica......
Agora é hora do meu bode, de me enfiar em meu casulo..
Derramar o que me resta de lágrimas, já que ele conseguiu arrancar quase todas...
E depois seguir a vida..


Pode ser que num tempo á frente, eu ria de toda essa confusão...
E esse namoro dele não passe de uma ilusão... 
Coisas acontecem, a vida dá voltas, o mundo gira..
E sempre coisas ou relações mal resolvidas voltam para terminar o que não foi concluído.
Seja para ficar junto ou não...
Mas volta!!!


Agora meu coração está assim....
Paradinho, fechadinho, com muita dor...
Como se estivesse literalmente morto.. 
R sim, foi você quem o fez e quis assim...
Agora me deixe, me esqueça...
Pois quando eu retornar, será para ser inesquecível..!

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Quase um ano depois.....





E até hoje me pergunto....:
Porque destruístes minha vida?
Porque acabastes com todos meus sonhos?
Porque transformastes meu coração em um gelo tão duro que nada nem ninguém consegue descongelá-lo?
Nem mesmo o sol mais quente do universo.

Porque?
Porque?


Dani - 14/10/2010

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Sonhos se realizam?



Há alguns dias vi a seguinte frase:
"Porque nem todos os sonhos se tornam realidade?"

Quer realmente saber o por quê?
Por que sonhos só se realizam
Para aqueles que lutam 
Que não possuem o MEDO de encarar a vida
Mesmo que esta tenha lhe dado a maior rasteira.

Sonhos se realizam
Para aqueles de alma limpa e coração puro
(Não que tu não sejas, mas ultimamente convenhamos que....)

Ou talvez porque
Morpheus (como você assim o chama)
Não lhe acha digno
De realizá-los por agora
Pelo simples fato de que você tenha interrompido o sonho de alguém
E num pesadelo a tenha jogado.

Ou pelo fato
Da rasteira que levou
Do rumo que sua vida tomou
A maneira como você mudou...
Se tornando frio, amargo..
Com um coração 'gelado'!

Quando tu falas que és como veneno para as pessoas
Tens razão...
Tu és veneno sim..
Veneno mortal
Tóxico
Veneno que magoa
Veneno que machuca
Veneno que brinca com sentimentos
Veneno que rasga e sangra o coração.

Talvez um dia
Quando tu acordares
E enxergar o mal que anda fazendo ás pessoas
Com esse seu jeito amargo, estranho de viver..
Com esse orgulho ferido...
Morpheus possa de repente
Lhe dar uma chance
E alguns de seus sonhos realizar!

Por isso digo...
Para, pense, reflita...
E quem sabe ganharás uma resposta aos teus mais belos sonhos!!!

Dani!

domingo, 8 de agosto de 2010

Menina - Mulher - Boazinha?!




Já ouviram falar     
Daquela menina-mulher 'boazinha'?
Não aquela inocente
Ingênua, 'bocó'
Mas sim aquela que está sempre disposta..
Á ajudar, á escutar, á falar ou até mesmo apenas se calar..
Muitas vezes á ponto de deixar sua vida, seus problemas de lado..
Somente para apoiar aqueles que ela considera...

Sejam eles, pai, irmão...
Amigos de infância...
Melhor amiga..
Amiga-irmã...
E até mesmo o amor de sua vida!!!

Pois bem...
O que restava desse lado 'bonzinho' nessa garota...
Por um mero acaso..
Veio a se acabar!

Foir 'morta', 'enterrada'
Em algum lugar..!
Claro que apenas para algumas pessoas!

Mas como disse anteriormente...
Não confundam  'boazinha' com 'certinha'..
Pois isso nunca foste e nunca serás!
Nunca seguiu padrões..
Regras de sociedade ..,
Modinha...
Teve sempre seu próprio estilo de vida...
Sua própria maneira de conduzí-la...
Ou seja, resumindo, a ovelha negra da família, da cidade, do estado, do país e do mundo ;)

Só que agora como 'boazinha', infelizmente acabou..
E acabou..
Por 'intrigas mal entendidas' pela amiga-irmã...
Por descompreensão do pai, irmão
Apenas pelo fato de ter tido a coragem de sair de casa...
Para viver sua tão sonhada vida, a tão sonhada independência..
Em outra cidade de outro estado..

Acabou...
Por ser magoada, ferida, machucada...
Pela pessoa mais especial que tens hoje em dia...
O grande amor de sua vida..
Pelo imenso orgulho ferido e teimosia deste...
Que não permite-a se aproximar!!

Só que mesmo com todos esses obstáculos..  
Mesmo ferida...
Continua existindo dentro dela...
A mesma força, mesma coragem..
Para seguir em frente..!

A única diferença agora é que...
BOAZINHA??
Sorry baby...
Mas nunca mais!!! ;)

Dani!

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Feridas Reabertas




Quase 8 meses
E eu pensei estar curada.
Claro que estava
Até alguém abrir a "boca" em uma hora errada.
Alguém que não sei quem é...
De onde veio, para onde vai...
Alguém que, apenas pelo prazer ....
Talvez de me ver sofrer...
Fez com que minhas feridas
Praticamente cicatrizadas...
Se abrissem novamente...
Queimando, machucando e fazendo doer...

Agora me diz...
Qual o prêmio, o gosto que se ganha com isso?
Lembranças de um passado não tão distante assim...
Vieram novamente á tona...
Lembranças de momentos bons vividos...
Dos planos feitos e não concluídos....
Lembranças dos momentos ruins passados..
Da dor sentia e escondida..
Da volta para a casa...
Sem céu, sem véu, sem chão!

Lembranças do quanto sofri por amar demais...
E do quanto ainda sofro por esse amor...
Amor igual a um furacão..
Que passou, causou e arrasou meu coração!

Mas um amor tão lindo, tão puro, verdadeiro
Que nem a dor, a desilusão
São capazes de diminuí-lo, extinguí-lo por inteiro.

Esse amor que a vida me presenteou...
Através de uma tela fria de computador...
Que fez minha vida ficar de ponta cabeça..
Só me fez descobrir o quão forte sou..
Para "curar" uma, duas, três, quatro... quantas feridas forem necessárias...
Erguer a cabeça
E sempre LUTAR!

Mas lutar pelas minhas próprias mãos..
E não através de desconhecidos...
Desconhecidos esses que sem querer ouvem ou ficam sabendo de sua estória...
E resolvem do nada darem de entendidos...
Tentando nos unir...

Só que infelizmente isso me fez meu coração sangrar
E um pouco mais magoada ficar..

Claro que a resposta lida foi uma contrapartida á minha...
Orgulho ferido (meu e dele)
Isso é o que nos afastou e tem nos afastado durante esse tempo...
Mas sempre soubermos lidar com a situação..
Um próximo ao outro...
Nos falando, nos vendo, saindo, rindo, curtindo...

E agora?
Como será?
A única coisa que sei é que, perdê-lo...
Por culpa de um(a) desconhecido(a)...
Jamais permitirei acontecer!
Sempre lutei
E não será agora que abandonarei...
Que jogarei tudo ao vento...
Por culpa de uma resposta
De alguém com um orgulho ferido maior que o meu!!

Feridas reabertas doem??
Por demais...
São piores que na primeira vez...
Pelo simples fato de fazerem você "vivenciar" novamente ..
Momentos ruins e nada prazerosos.

Mas como uma fenix sempre renasce das cinzas...
Amanhã sou eu quem renascerá curada e preparada!!

Assim é a vida
E sempre será
Com seus altos e baixos
Com suas alegrias e tristezas
Com seus encantos e surpresas
Mas sempre ela...
Sempre a VIDA!!!!


Dani!

sábado, 17 de julho de 2010

A sexta feira 'amaldiçoada"....





Uma sexta feira perdida..
Assim era para ser a minha.
Tudo começou errado...desde á manhã e se alastrou pelo longo do dia...
Apenas queria que ela terminasse logo, pois já estava ficando insuportável...
A noite ao cair, primeiro pensamento: "Vou descansar, depois sair, tomar umas, curtir, me 'libertar'.
Mas como alegria nem sempre dura muito, o 'meu barato' foi cortado novamente.
Problemas e mais problemas....isso têm sido as distrações dos meus últimos dias passados aqui no interior.
Enfim, ok, tudo saindo ás avessas, melhor desistir   .. mas por desencargo de consciência passei pelo local onde pretendia curtir minha noite. ... e a surpresa que ninguém mais vê como suupresa...
UMA PUTA FILA DOBRANDO O QUARTEIRÃO....
Realmente, era um sinal, vá para casa e lá fique quieta....
Embora pra casa? Dormir?
Era o que me restava....
Mas, eis que surge um inusitado telefonema... =)
E quando olho, qual o nome que aparece esguelando no meu cel??
O da pessoa que eu mais havia pensado e querendo colo o dia todo...
Atendi e apenas ouvi: "Estou aqui, vem para cá agora, estou lhe esperando".
Comooo resistir?? Não pensei duas vezes..
Aliás, isso é o que menos faço quando se trata de LOUCURAS INUSITÁVEIS...
Bora para estrada e a ânsia de chegar logo...
A lua estava linda, iluminando o caminho, me guiando e enfeitando mais ainda essa noite fria que aqui fazia..
E olhem, tentaram, mas tentaram mesmo seja lá por qual modo não permitir que eu chegasse ao desttino final...mas como tenho esse imenso defeito chamado TEIMOSIA, e minhas forças são muitoooo maiores, cheguei...sã e salva....
Uma loucura, mas 5 minutos antes do show começar, lá estava, euzinha sendo recebida com um sorriso imenso e encantador,  além de um abraço apertado,  e uma pegada no colo como se eu fosse uma  criança, que há 3 anos desejava imensamente, mais do que tudo tê-los novamente...
As horas passaram e quando me dei conta, o show já havia ido para o beleléu..
Mas o ARTISTA PRINCIPAL DA NOITE, DA MINHA NOITE, estava ao meu lado sorrindo, igual um adolescente quando vê  a mocinha pela qual é apaixonado, me olhando, segurando minhas mãos frias, mas que algum tempo depois deixou-as bem quentinhas, e o melhor de tudo, cantando :"Dane-se tudo que não tiver Dani, só penso nela, quem é ela, o nome dela, é Daniela".
Eu devo ter ficado com cara de retardada nessa hora, melhor nem tentar lembrar.... 
Sabem há quanto tempo esperei para ouvir isso ao vivo???
Melhor nem falar, pois a sexta feira arruinada havia tomado novos rumos, novos ares, me fazendo terminá-la encostada nos braços, no abraço desse ser que há 7 anos é mais que essencial em minha vida.
Ninguém entenderia a ligação que temos, confundiriam tudo, por isso deixo assim, livre, leve, solto no ar, no tempo...
Ele é a borboleta que sempre deixei solta e que sempre voltou a pousar em meu jardim  ;)
Temos a plena consciência de que nossos caminhos jamais andarão lado a lado, juntos como homem e mulher, mas sabemos que eles sempre se cruzam e se cruzarão por anos e anos durante toda essa vida que ainda temos para viver, nos permitindo desfrutar de bons, alegres, divertidos e felizes momentos..que fazem bem tanto á ele quanto á mim.
E assim vamos levando , curtindo, aproveitando nossas 'loucuras saudáveis'  e deixando essa coisa maluca chamada VIDA nos juntas sempre que precisarmos um do outro.
SINTONIA
Essa é a palavra que mais nos descreve, que descreve tudo que vivemos nesses anos todos....
Podemos ficar 2, 3, 4 anos sem nos vermos, mas não existe um dia sequer que deixemos de nos falar, seja por e-mail, mensagens e até mesmo através do pensamento que viaja quando alguma música é tocada.

Ah se pudesse haver mais e mais sextas feiras como essa, garanto que seria muito mais feliz do que já sou. Simlesmente pelo fato de poder, ter o prazer de estar abraçada no corpo da pessoa que mais me quer bem nessa vida, que mais me devota eterno carinho, paixão, admiração, respeito..coisas do qual nada, nem tempo, nem distância, nem ninguém JAMAIS DESTRIRÁ. E tudo isso que é devotado a mim por essa pessoa  é retribuido há cada ano com mais e mais forças.

É....sexta feira amaldiçoada, o dia de cão, da gata borralheira, mas que se tornou na noite perfeita da 'Cinderella'

;) Dani.


"Vou te pegar na sua casa
Deixa tudo arrumado
Vou te levar comigo pra longe....
Tanta coisa nos espera...
Me espera na janela..
Vou te levar comigo......
Pra longe"

(Bíquini Cavadão)

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Saudades de quê? o.O



Saudade
Eita palavrinha retada que me deixa cada dia mais "confusa"...
Como definír isso que sinto?
Em certos momentos ela vem para me alegrar...
Em outros para me assustar...
E noutros ainda, para me fazer chorar...
O que é mais "fácil" explicar:
A saudade de situações vividas?
Ou a saudade daquilo que não se viveu?
Mas espere, como assim do que não se viveu?
E existe esse tipo de saudade?
Claro que sim...e ela surge em nossas vidas quando menos esperamos.

Esse tipo, é aquele sentido nas situações planejadas, traçadas...
Momentos em que você com mais alguém tanto quiseram dividir...
Tanto esperaram para viver e por uma fração de segundos da vida...estes não se concretizaram.
É aquela saudade de que poderia ter dado certo...
Poderia ter sido lindo, perfeito como os outros que estavam sendo....mas não foi!
Essa saudade é a mais dolorida e a mais temida..
Não apenas por mim...
Mas com certeza por muitos outros também!
E sabem porque ela dói tanto???
Pelo fato desses momentos não vividos, voltarem a fazer parte apenas do meu mundo de ilusão, sonho e fantasia...
Parte de um passado...
Um passado não realizado!

Quando ela vem, não bato de frente, não me escondo...
Deixo-a invadir-me e se fazer presente por todos os lugares de meu ser...
Não tenho vergonha alguma de assumir que choro sim, que fraquejo em vários momentos e que sinto falta, sinto SAUDADE dos meus, dos nossos planos não concretizados...

Sei que no futuro estes não mais se realizarão...
Nem adianta tentar, pois tudo será em vão...
Então faça como eu...
Guarde esses momentos em seu pensamento e coração...
E quando a saudade apertar...
Liberte-a, liberte-se e se permita sonhar...
Pois quem sabe estes, consigamos eu e você realizar!?!? ;)


By Dani!

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Resposta escondida....




Hoje não serei poeta
Não direi o que sinto através de poema, prosa ou poesia
Mas sim através da voz de meu coração...

Essa semana recebi uma pergunta na qual a pessoa não se revelou. E foi a seguinte:
"Você já conseguiu esquecer FULANO? Ou ele foi apenas um passatempo para distrair???"
Se eu lhes disser que consegui responder, estarei mentindo descaradamente...
Não por não saber a resposta, por não tê-la, mas sim pelo fato de que qualquer palavra dita, seja ela certa ou errada, onde essa pergunta foi feita pode tanto me distânciar como me aproximar dessa pessoa, acabando ou não com todas as dúvidas, dores e sofrimento que pairam pelo ar e dentro de mim...

Mas aqui sei que posso me 'soltar' sem tanto medo e dizer:

Como esquecer alguém que de uma hora para outra modificou minha vida em todos os sentidos?
De que maneira esquecer quem te mostrou um novo mundo, cheio de sonhos, fantasias, amor, carinho, respeito, esperanças? Que te fez acreditar que amor de verdade existe, que almas gêmeas podem ser encontradas seja logo ali do seu lado, na mesma cidade, ou a milhares de kms longe de ti?
Mesmo que todos estes sonhos, desejos, esperanças tenham ido por água abaixo algum tempo depois....não dá para virar e falar: "Não vivi, não senti!"

Ele não é um qualquer
Independente de seus erros, ele também é humano, também sente, sofre, chora assim como eu, assim como você..
Não é uma pessoa possível de ser esquecida, seja como amigo, companheiro, homem, amante...

É impossível esquecer aquele olhar
É impossível esquecer o seu sorriso (que faz meu coração palpitar a cada vez que se mostra)
Impossível esquecer os seus braços e abraços, que se encaixam perfeitamente aos meus...
Impossível esquecer sua boca, seu beijo que encaixa como um imã sobre a minha...
Impossível esquecer a maneira como me toca, a maneira como me pega...
Impossível esquecer seu corpo junto ao meu, num encaixe tão perfeito que ás vezes parece mentira....
Impossível esquecer o desejo de quero mais, muito mais que exala de seus olhos, de sua pele...
Impossível esquecer VOCÊ!

Juro que tentei tirar você de mim..
Tentei lhe ver como amigo e lhe tratar como tal...
Mas somente eu sei o amor que trago em meu peito, e que me sufoca há 7 meses, escondido, guardado, mas louco, querendo explodir, gritar aos quatro cantos do mundo que tu és meu amor verdadeiro, o homem que quero ao meu lado para todo o sempre.
Mesmo sabendo que esse sempre pode demorar a chegar, mesmo sabendo que pode não ser hoje, nem amanhã ou nem daqui há 20 anos. O que importa? Importa que esse amor é e para sempre será todo e completamente seu!

Quanto á outra pergunta, não vejo necessidade de ser respondida...
Pois como posso dizer por ai que tu foste apenas um passatempo, uma distração, depois de toda essa declaração? Como fingir, se carrego comigo até os dias de hoje, todo o sentimento que tive ao lhe ver pela primeira vez através dessa tela virtual, onde um mundo nos separava....e com a mesmo intensidade ou muito maior do que imaginas....

Quem é passatempo para uma pessoa, não desperta nela emoção e muito menos cria raízes no coração desta, que digamos de passagem, está brincando!!!
Você jamais foi uma distração, um casinho para tapar o sol ou o lugar de outro....e nunca será!
Você é o meu sorriso de cada manhã, quando levanto, e o mesmo sorriso quando a noite cai e nela me deito...
Você é a lágrima que deixo escorrer através de meus olhos, quando a saudade dos bons momentos vêem á tona e com toda força...
Tu és o ar que respiro, é o sangue que corre em minhas veias mantendo e aquecendo esse meu pequeno e frágil coração que bate apressado, acelerado quando estás presente ao meu lado...

Essa é a resposta que queria lhe dizer, mas que por motivos meus ainda não posso deixar que saibas, não posso libertá-lo daqui de dentro... 

E enquanto isso vou deixando a vida me levar, deixando os dias passarem, vivendo, aprendendo, até chegar o momento de me esbarrar com a hora exata, no dia exato, no local exato e permitir que você ouça tudo isso de minha boca, com as minhas palavras!!!

Aquiete esse seu coração, aquiete seus pensamentos.....
Pois, no fundo, no fundo, você bem sabe disso tudo, apenas quer ter a certeza, certeza essa que somente eu posso lhe dar, posso lhe mostrar e lhe acalmar!!!

Para quem esperou 7 meses, um pouco á mais não será um sacrifício! ;)


Dani!!!

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Cansada....




Estou cansada...
...Cansada das pessoas me magoarem e simplesmente dizerem “sinto muito”, “desculpa”. Essas palavras não curam um coração partido!

... De buscar um amor perfeito, embora saiba que esse amor, de fato, nunca vai existir. Cansada de não poder dizer o que guardo dentro de mim, por que sei que não serei compreendida.
... De descobrir que mesmo olhando nos olhos, as pessoas não são sinceras e que por trás de um belo sorriso pode haver muita maldade, frieza e mentiras.
... De confiar, de acreditar, de ser ingênua e achar que tudo o que me dizem é verdade. De esperar que as pessoas, assim como eu, não dizem o que não sentem.
... De querer o que não posso ter, de amar pela metade, de não poder me apaixonar de verdade, estou cansada de sentimentos vazios e promessas falsas.
... De querer quem não me merece. De esperar demais das pessoas e me decepcionar. De chorar por quem não vai enxugar minhas lágrimas !!! E de esperar por alguém que partiu e não sei se voltará em breve...

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Lua.......





Ontem tive um sonho

Caminhamos entre as nuvens do céu
Desenhamos lembranças de nós dois
Envolvidos no azul do véu
Não ficaremos juntos
Se não soubermos a arte de amar
Esse segredo tão bonito do caminho
Hieroglifos de um livro para decifrar
Na viagem desse sonho
Nossas almas eu vi flutuar
Nas delicadas linhas do infinito
Fomos filhos de um romance de um amor lunar
Apaixonados pela lua
Cheia de mistérios
Nos finos grão de areia, mente branca
Segredo e solidão em seus hemisférios

Ontem tive um sonho...


E hoje a saudade pegou mais forte ao olhar para o céu e vê-la quase toda cheia
Brilhante, com suas sombras..
Lembrei da cena vista, de volta para casa, refletida naquele mar....
Saudade, saudade
Salvador, logo estou de volta!

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Até quando?





Ela chora
Ele sorri
Ela se fecha
Ele se expõe
Ela pensa em desistir
Ele com um gesto ou palavra à faz continuar
Ele é uma incógnita 
Ela o tenta decifrar
Ela o deseja e sabe que ele também
E nesse jogo de gato e rato
Ela não cansa de tentar
Mas ela insiste porque sente...
Sua intuição nunca á deixou na mão
Quando estão próximos, ela consegue enxergar
Os sinais que ele, tentando fugir, acaba por demonstrar
Até quando esse jogo continuará?
Essa é uma resposta que somente o tempo dirá!

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Encare....







Vamos lá
Me encare novamente
Vamos lá
Da mesma maneira como me encaraste á primeira vez
Me encare como me encaraste diretamente pelas fotos
Me encare como seus olhos me encararam pela primeira vez na cam
Me encare como no primeiro encontro , diretamente em meus olhos
Me encare como no primeiro dia após ao meu lado acordar
Me encare novamente nesse oceano que você diz que possuo no lugar dos olhos
Me encare de longe
Me encare de perto
Pare de fugir de meu olhar
Não desvie mais esses olhos    
Pare de lutar
Contra algo que sentes e queres demonstrar
Não sabes como?
Então basta meus olhos encarar

Encare-os e deixe os seus aos meus se encontrar
Me encare com aquele olhar pelo qual me apaixonei
Me encare com os olhos pelo qual me entreguei
Ninguém saberá, se para um de nós algum olhar desviar, o que meus olhos dirá quando aos olhos seus ele encarar
Por isso repito
Me encare e me deixe lhe encarar
E assim descobrirás
O que tanto faz meu olho brilhar!!!

Dani - 18/06/2010

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Mudanças...





Como pode tudo mudar tão rapidamente?
Ontem minha saudade possuia um nome

Hoje já possui outro...
Ontem se chamava Mirassol/Rio Preto
Hoje é Salvador..
Um fogo cruzado sem fim, onde meu coração se enfiou...
Dúvidas?
Por enquanto não mais...

Vontades?
São tantas que nem sei contar...
Solução?
Voltar o mais rápido possível para meu novo lar...

Coração dividido...hoje sou uma Baianista (metade Baiana, metade Paulista) ;)
Com vontade do calor baiano,
Do sangue quente exalando pelos poros...
Das noites de festa..
E dos amanheceres na praia...
Dos encontros e desencontros da vida, que somente eu sei o que é...
Das pessoas que por lá "deixei" e que são necessárias para minha existência apenas pelo fato de me mostrarem o quão forte sou para lutar por tudo e por todos...
Lutar pela minha permanência naquela cidade...
Pela adaptação aos costumes desse povo ....
Pela minha tão sonhada independência...
Pela minha realização de vida....

Ai que vontade do pôr do sol no Farol...
Da lua cheia iluminando aquele mar..
Das caminhadas de volta para casa...
Das imagens vistas e nunca mais esquecidas
Imagens que somente vendo para saber...entender....compreender....
Pois explicar?
Impossível....o efeito não é o mesmo..

Apenas os olhos, os seus olhos podem lhe dizer sobre tudo o que vejo e tenho visto...
São emoções, sensações, sabores diferentes....

Saudades da minha mais nova vida...
E de todos os presentes, desilusões, felicidades, dissabores e amores que tenho vivido...
Sejam eles bons ou não !!

sexta-feira, 11 de junho de 2010

No que errei...






...Errei quando
escolhi alguém que não conhecia
quando passei a conhecer
vi que não merecia


...Errei quando
achei que tudo era fantasia
quando dei por mim
vi que não era o que eu queria


...Errei quando
provei da derrota
e mesmo derrotada
insisti em consertá-la


...Errei quando
me calei
quando poderia ter dito tudo


...Errei quando
não soube esperar
na primeira oportunidade
mergulhei de cabeça
e comecei a afundar


...Errei quando
achei que amava
depois vi que era tudo ilusão
e minha vida caiu em depressão


“A mágoa brota na mente, desce para o peito
e se instala no coração... Deixa você derrotada
sem forças para sair dessa situação”


...Errei
por saber que errei
e continuo insistindo no erro.  


Dani!

terça-feira, 8 de junho de 2010

Me ensine.....



Isso já está virando loucura
Ontem lhe descartei e hoje meu coração lhe procura..
Como pode?
De onde vem?
O que é isso?

Que sentimento é esse?
Que 1 hora odeia e 24 depois ama com maior intensidade?
Por que você não sai de mim?
Até quando suportarei?
Será que o sonho transformado em pesadelo realmente existiu?
Ou será que meu coração tolo, burro e abobado criou essa ilusão?
Essa mentira que agora pensa ser de verdade?
Sei que sentimento não se explica e muito menos se entende, mas a questão é:
Porque comigo?
Porque tão forte á ponto de machucar, de sangrar e de nenhum outro conseguir curar?
Porque com você, somente com você  ele é tão intenso? Tão duradouro? Tão verdadeiro? Tão puro? Tão estrondoso á ponto de não deixar, não permitir um espaço para outro se aproximar?
Em certos momentos paro e penso:
Porque nossos caminhos tiveram que se cruzar?
Para depois tudo se transformar....
Transformar no pior pesadelo que já vivi ou melhor o único, e dele não mais conseguir me livrar...
Não me arrependo de nada feito até hoje, mas lhe garanto que todos os dias penso em ter minha vida de volta, no tempo em que você não era uma parte dela, ou senão totalmente ela. Sim, pois é isso que hoje és...
És minha vida por inteira...
Como posso amar tanto alguém que até hoje não se encontrou?
Que até hoje pensa amar tudo e á TODAS?
São muitas perguntas, mas para nenhuma delas existe uma resposta...
Acho que fizemos uma troca, eu lhe tirei do buraco e nele você colocou e lá me deixou.
Me deixou sem cordas, sem escada ou mola para que eu pudesse escalar, saltar e fora dele ficar!
Sim, sei que sou forte...
Já me disseste isso assim como muitos, mas não se consegue manter a armadura intacta á todo o momento...
Em alguns deles ela cai e deixa á mostra minha fraqueza, meus medos, meu eu sensível, que sofre, que chora, que desaba, que sente dor, que sufoca e que tem vontade de cometer as piores loucuras possíveis e impossíveis.
Por favor, me ensine a te esquecer...?
Me ensine como fechar essa ferida?
Me ensine a deixar de te amar da maneira tão absurda como amo?
Me ensine a viver novamente minha vida, como antes de lhe conhecer?
Por favor me ensine, me ensine....

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Jogo sem vencedor....








No começo, quanto mais você me esnobava, mais eu queria você. Eu sempre vi o nosso amor como um jogo. Sem regras e sem tempo estimado. Era uma bebida com veneno.
Se você me atacasse, eu atacava você. E se eu te atacasse você me atacava também. Não tínhamos limites, gostávamos mesmo de nos maltratar. A dor virava prazer, a tristeza virava emoção. Era uma ventura, sem limites.
E então, você jogou pesado demais.
E quando se percebe que irá perder em um determinado tempo do jogo, você há de pensar em desistir. Eu pensei seriamente no momento da sua jogada, mas por teimosia, continuei apostando. Apostei um preço alto demais, e continuei perdendo. Foi então que eu desisti.
Acho que eu corri atrás de outros jogos, mas vi que nada se comparava ao nosso. Então, eu fui tentando esquecer toda essa loucura. Era difícil, mas eu havia desistido. Em momento algum, eu quis te deixar, e em momento algum, eu te deixei. Porém, eu desisti de toda aquela loucura.
E quando você desconfiou que pra mim já tanto faz, você tentou dar cartadas altas a meu favor. Porém, eu já havia saído do jogo.
Como todo jogador que se preze, eu fiquei tentada a voltar ao jogo com suas apostas. Mas como decisão tomada é um juramento para mim, eu não voltei a jogar.
Acho que você ainda não entende que eu desisti. Mas acho que no fundo, você também desistiu.
Quando dois grandes jogadores se encontram, a partida é emocionante, porém o final é desprezível - ou um desiste, ou os dois empatam. E eu, não queria jogar como você, meu jogo era mais raciocínio, o seu era mais vontade.
Nunca quis empatar, quis vencer. Mas chegou um dia, que desistir era melhor que perder.
Agora, eu vou atrás de outro jogador, alguém que eu possa competir, sem ser enganada. Seguiremos nossas partidas, sem se precipitar em pensar que algum dia voltaremos a competir.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

E o cansaço bateu...





Tentei, juro que tentei, mas cansei
Cansei das suas atitudes ou da falta delas
Cansei de ser o porto seguro de alguém e esse alguém não ser o meu
Cansei de ser seu ombro amigo e quando mais precisei também não foste o meu
Cansei do silêncio ou das poucas palavras ditas
Cansei das pequenas horas de conversa, felizes, sorrindo...e em questão de tempo, apenas o monossílabo se fazia presente
Cansei de tentar entender, ajudar, compreender
De tentar ser amiga, companheira, alguém que podia contar, confiar sem o medo da segunda intenção
Cansei de você
Ou será que foi de mim que cansei?
Será que somente agora meu verdadeiro eu, o sensato, o lúcido enxergou o que já estava á mostra, na cara há tanto tempo???
Será que fui eu quem errei ao tentar ser alguém para você ou será que você é quem errou e descobriu, talvez tarde demais, que NUNCA pôde e nem poderá ser esse alguém que tanto quero, que um dia se mostrou em forma de minha outra metade???
Pelo sim ou pelo não: CANSEI
E um coração cansado, machucado, nunca fica só
Sempre procura um outro onde possa se completar, acalmar, aconchegar, encontrar um lugar, uma cama ou até mesmo um colo para repousar e DESCANSAR!


Dani - 02/06/2010

terça-feira, 1 de junho de 2010

O que você teme?





Olhe nos meus olhos...
No mais íntimo dos meus sentimentos existem os medos, e eles vêem a tona a cada suspiro seu.
Porque em meio a destruição as coisas que me fizeram sobreviver foram a coragem, a força e apoio. E em nada disso você participou.
Porque no fim eu descobri que você é exatamente o oposto do que eu sou.
Não existe coragem onde a covardia se hospeda
Não existe força onde a menor brisa derruba uma muralha
Não existe apoio onde habita um coração autosuficiente.

Meus medos...








Algo incomparável e insistente

que me atormenta completamente.
Tenho a impressão dele estar distante,
Abro os olhos! Me assusto com sua presença constante.

É tudo e ao mesmo tempo nada!
É doce e amargo.
Um companheiro que me faz solitária.
Que me entristece e machuca
Tornando-se feridas profundas.


Me entrego! E isso me apavora!
Me corre! Me devora!
Sou pequena, mínima, insignificante,
neste espaço, neste universo alucinante.


Em um momento de lucidez me sinto louca
Por você, por sua voz rouca.
assim me entristeço novamente,
e sei que de nada me adiantará,
o que me resta é aguardar,
este eterno momento, para que ele se torne sério e sereno.

E mesmo que você não me entenda,
isto é algo lindo! É meu amor verdadeiro!!!!

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Delírio....isso é o que quero....




Apesar de todos os medos, escolho a ousadia. Apesar dos ferros, construo a dura liberdade.
Prefiro a loucura à realidade, e um par de asas tortas aos limites da comprovação e da segurança.
Eu, (..........), sou assim.
Pelo menos assim quero fazer: a que explode o ponto e arqueia a linha, e traça o contorno que ela mesma há de romper.
A máscara do Arlequim não serve apenas para o proteger quando espreita a vida, mas concede-lhe o espaço de a reinventar.
Desculpem, mas preciso lhes dizer:
EU QUERO O DELÍRIO.


domingo, 30 de maio de 2010

Luxúria? Amor? Solidão?





Parecidos? Será...
Contento tua luxúria
E apenas concordas em ao meu lado ficar
Um pacto silencioso
Entre beijos ardentes
Para que a verdade
Se na noite não é isso que buscamos
Andaremos entre as brumas
Somos caçadores de almas
Porque não a diversão
Com espectros a vagar
Temos consciência do quão frio está
É meu espírito gritando e seu coração a gelar
Sou eu meu anjo buscando
E você procurando um sentido para continuar
Talvez o que nos una seja apenas a solidão
Somos guerreiros capazes de viajar sozinhos
Seres unidos apenas pela escuridão
Pela falta de sentimentos
Companhia apenas
Rostos perdidos
Corações dissolvidos
Seres petrificados
Quem falou em amor?
Não acreditamos nessa tolice que o mundo inventou.

terça-feira, 18 de maio de 2010

Sacramento





Eu ouço sua respiração tão distante de mim

Eu sinto seu toque tão próximo e real
E eu sei minha igreja não é de prata e ouro
Suas mentiras gloriosas além julgamento das almas
Os mandamentos são de alívio e seriedade
Você sabe que nosso sonho sagrado não fracassará
O santuário tenro e tão frágil
O sacramento do amor
O sacramento da seriedade é verdadeiro
O sacramento é você
Eu te ouço chorar tão longe daqui
Eu provei suas lágrimas como se você estivesse ao meu lado
E eu sei minhas orações inúteis não estão bastando para curar
As velhas feridas tão profundas e tão queridas
A revelação é odiosa e medonha
O sacramento é você......

domingo, 16 de maio de 2010

Revolta.....




Depois de uma fase de sensibilidade

Depois de chorar
Depois de perder
Chega a hora de ganhar
Vou fazer da dor o meu brinquedo favorito
Vou fazer da raça que me castigou um brinquedo
Terei na mão, entre os dedos
Como uma moeda testando sua gravidade
Vou viver com minha vida em riscos
Minha alma na ponta de uma faca
Os riscos são grandes, mais os sucessos são perfeitos
Vou dizer que a vida é uma loucura
Vou dar conselhos para as pessoas viverem a vida loucamente
Vou contaminá-las com minha revolta
Depois volto para mim
Não olho para trás
Continuo de onde parei
Tristeza nunca mais
Enquanto isso o veneno da minha revolta circula entre os novos loucos
E assim a vida continua
Todos doentes de si mesmo
Agindo por impulso
Não adianta cobrir o mal com ele mesmo
O mal é um ciclo que só acaba quando as atitudes mudam para o bem ou para o perdão

terça-feira, 11 de maio de 2010

Feathers..........




Então você está tentando fazer o que eles fizeram

Seus amigos que se tornaram instáveis
E se desorientaram
E agora você está afogando suas mágoas em mim
Com sua conversa fiada
Você que causou tudo isso e não há ninguém
Que irá consertar
Esse é o seu destino (fardo)
Oh, como eu gostaria que meus braços fossem maiores
Para que eu pudesse te consolar
Então você poderia descansar e se recuperar
Sem o cobertor da tristeza
O denso e cinza
O seu cobertor de lã (culpa)
Tão pesado e manchado
Isso é o que deixa pra baixo
Então você imaginou que estava ficando sensato
Significaria que sua vida teria acabado
Eu não acho que isso seja ruim
Nem ao menos acho que seja triste
Só durma como um bebê
Esqueça o mundo e depois
Se você acordar vivo
Aquele velho cobertor de tristezas
Poderia ser apenas retalhos (lembranças)
Seu cobertor de lã
Deixaria você em paz
E eu posso te amar até você se afogar (em lágrimas)
Venha comigo vamos mergulhar (chorar)
Vamos bebê, vamos mergulhar
Nos retalhos (lembrar o passado)


* Feathers and Down - The Cardigans* 

domingo, 9 de maio de 2010

Eu me lembro

como se fosse hoje
praia ,sol , eu e você
coisas que não se esquecem
Se tempo voltasse
se eu pudesse me declarar
coisas que não tenho coragem
para dizer,
Perdi você ,
se o tempo voltasse
pediria você de volta
sem arrenpendimento
Pois o destino praticamente
não nos da uma segunda chance
pois com você eu fui feliz
Com você o tempo parava
o sol era mais reluzente
o brilho da lua intenso
algo que não se desfaz dentro de mim
tive que me ver sem você
tive que tirar você de mim
mas totalmente impossível
pois com você na minha frente
veio em mim aquela sensação
do passado se fazendo presente
Ah se o tempo voltasse.


quinta-feira, 6 de maio de 2010

Não acredito em escolhas erradas...




          Não creio que alguém opte por algo que saiba que não vai dar certo... No momento da escolha, com certeza aquela possibilidade é a que parecia mais atraente... Mas como estamos sempre em mudança, em evolução, as vezes, um tempo depois, aquela opção escolhida a princípio, não se mostra a mais acertada... E é isso que nos propicia pensar a respeito de como mudam as nossas escalas de valores ao longo do tempo...

          Com o passar do tempo, nos tormamos mais conscientes, adquirimos mais discernimento, inclusive para aceitar serenamente o inevitável e forças para mudar o que é possivel... com muito mais chances de acertar...

terça-feira, 4 de maio de 2010

Amor? Paixão? Ilusão?



      Não há amor que não exija coragem. E é também certo que se o teu amor for verdadeiro - e não uma forma disfarçada de procurares a tua satisfação pessoal - terás toda a coragem de que necessitas. Tu ainda não sabes o que és capaz de fazer! Não imaginaste, sequer, aquilo que há para além da curva do medo! Tens andado a fugir... de ti e da felicidade.

sábado, 1 de maio de 2010

Sou essa mulher....sou essa professora...




Onde se mexe com o intelecto
o coração enternece.
Um redemoinho de pensamentos,
se reconstrói constantemente
diante das coisas que não têm
mais efeito educativo.
Existe um ser pronto e completo,
totalmente estruturado
e que educa?
Deve ser mistura de louco varrido
e velha caduca.
Fico à caça da ideal forma,
que me possibilite ensinar
ou não, se não quiserem aprender,
mas que me poupe das desilusões.
A exaustão é decretada.
Sempre à borda do limite
da tristeza, as horas passam
emudecendo minha voz.
E os anos passam inflexíveis
nas salas de aula,
roubando-me a pureza do olhar.
Será que ainda sou a mulher
que queres beijar
e com quem queres fazer amor?
Por vezes estou cansada,
suada, descabelada,
desarrumada e fico feia...
Não sou a beldade ninfal,
a sereia, dos teus sonhos promissora.
Sou essa mulher aqui!
Simplesmente a professora...